12/08

Vantagens da fertiirrigação

A fertirrigação é uma técnica de aplicação simultânea de fertilizantes e água, através de um sistema de irrigação, que compreende três etapas distintas:

-Na primeira etapa, o sistema de irrigação deve funcionar durante um quarto do tempo de irrigação, para equilibrar hidraulicamente as unidades de rega como um todo;

-Na segunda etapa, faz-se a injeção dos fertilizantes no sistema de irrigação, com a utilização de equipamentos apropriados;

-Na terceira etapa, o sistema de irrigação deverá continuar funcionando, visando complementar o tempo total de irrigação, lavar completamente o sistema de irrigação e carrear os fertilizantes da superfície para camadas mais profundas do solo.

“No manejo de irrigação a preocupação é voltada na aplicação de água ao solo para estar disponível às plantas, e somente água. Enquanto na fertirrigação são acrescidos os nutrientes na água através dos fertilizantes. A fertirrigação torna-se um método de adubação ou fertilização, onde os nutrientes estão dissolvidos na água da irrigação, prontos para serem aproveitados pelas culturas assim que absorverem a água”, explica o Engenheiro Agrônomo, mestre em Agronomia e professor do curso de Agronomia da Uceff Chapecó, Marciano Balbinot. 

A fertirrigação é recomendada principalmente em regiões de climas árido e semiárido, por causa da necessidade de irrigação para o cultivo das plantas. Assim, ao aplicar os fertilizantes em menor quantidade por vez, e com maior frequência, é possível manter um teor de nutrientes no solo nas quantidades exigidas nas diferentes fases do ciclo da cultura. Porém, é recomendada em outras situações, como por exemplo, em sistema de cultivo hidropônico, onde está presente a irrigação, o que permite a adição de nutrientes na água.

Mas, para realizar essa atividade, alguns cuidados precisam ser tomados. Entre eles: realizar uma análise da qualidade da água; usar fontes de nutrientes solúveis em água, que precisam ser de qualidade; selecionar fertilizantes apropriados para uso em fertirrigação; não misturar fertilizantes que não podem ser misturados na forma concentrada e tomar o devido cuidado para ter o filtro após a injeção dos fertilizantes, evitando entupimento. É essencial conhecer a solubilidade dos fertilizantes que utiliza, isto é, saber qual o volume de água tem que dissolver determinada quantidade daquele fertilizante e deve-se saber a época certa e a quantidade adequada dos nutrientes para a cultura, para cada estádio de desenvolvimento.

Vantagens da fertirrigação 

  • Economia de fertilizantes e mão de obra;
  • Maior eficiência na aplicação dos fertilizantes, com total controle da quantidade;
  • Reduz a flutuação da concentração de nutrientes no solo na fase de crescimento;
  • Facilidade de adaptar a quantidade e concentração de um nutriente específico de acordo com a necessidade da cultura;
  • Possibilidade de emprego de água em solo de baixa “qualidade”, solos pedregosos, muito permeáveis;
  • Aplicação precisa de nutrientes de acordo com a demanda do cultivo, evitando concentração excessiva de fertilizante no solo e lixiviação;
  • Redução do tráfego de máquinas;
  • Fácil automação da fertilização;
  • Aumento na produtividade.