06/05

Produção de frutas: preparação do solo é fundamental para bons resultados

Ao implantar um pomar é necessário que algumas questões sejam previamente avaliadas, como a escolha de um local adequado e a realização de medidas para melhorar as condições físicas do solo, através de subsolagem e aração profunda, e as condições químicas, através de calagem e adubação. Para definir a quantidade de produtos a ser aplicada na implantação é necessário analisar o solo com 6 meses de antecedência. Esse processo inicial reflete diretamente na produtividade e na qualidade das frutas. 

Por tratar-se de uma cultura perene, o preparo do solo realizado antes do plantio das mudas é de suma importância. De acordo com o Doutor em Fertilidade do Solo e Nutrição de Plantas, pesquisador da Embrapa Clima Temperado, Gilberto Nava, “esta é a melhor época para se corrigir os níveis de acidez com calcário e da fertilidade do solo, utilizando principalmente fósforo, potássio e alguns micronutrientes, como boro e zinco. Além disso, nesta etapa de preparação, possíveis problemas com compactação e má drenagem do solo também devem ser solucionados”.

Essas ações são fundamentais, já que refletem em todo o processo de produção posterior do pomar.  É preciso acompanhar esse processo, identificando a efetividade do preparo. Por exemplo, se a aplicação de calcário, bem como de alguns nutrientes como o fósforo, quando aplicados na superfície do solo sejam de baixa eficiência, estes devem ser incorporados ao solo até a camada de pelo menos 30 cm de profundidade. Essa ação não pode ser realizada após o plantio das mudas, pois implicaria em danos ao sistema radicular.

“Pomares mal corrigidos na implantação apresentarão problemas durante toda a vida útil e que dificilmente poderão ser solucionados com eficácia e baixo custo em etapas posteriores ao plantio”, acrescenta o pesquisador. Evidencia-se então a relação de custo-benefício nesse tipo de cultivo, aliado a preparação adequada do solo, reconhecendo esse processo como fundamental nos resultados futuros.

Para contextualizar com maior clareza, Nava apresenta as seguintes etapas para um bom preparo do solo para implantação de um pomar: 

  • Amostragem e análise do solo para determinação das quantidades de calcário e adubos a serem aplicadas;
  • Aplicação da metade da dose total de calcário quando esta for superior a 5 toneladas por hectare;
  • Subsolagem do terreno se houver problemas de compactação;
  • Limpeza do terreno, retirando raízes, tocos e pedras; 
  • Primeira aração até pelo menos 30cm de profundidade de correção pretendida;
  • Aplicação do restante do calcário e dos adubos de pré-plantio (fósforo, potássio e micronutrientes se necessários); 
  • Segunda aração e gradagem;
  • Plantio das mudas.