10/02

O que é rotação de culturas e como ela pode ajudar na sua produção

A rotação de culturas é a sucessão ordenada de diferentes lavouras num determinado período, na mesma gleba, com objetivos definidos. Consiste na alternância de espécies vegetais na mesma área e na mesma estação estival, observando-se um período mínimo sem o cultivo da mesma espécie. O princípio da rotação é não repetir a mesma cultura todos os anos na mesma área.

A rotação de culturas pode trazer muitos benefícios no sistema de cultivo de qualquer cultura, pois esta técnica contribui para manter e aumentar a matéria orgânica e fertilidade; controlar a erosão; controlar plantas invasoras; controlar pragas e doenças; reciclar melhor os nutrientes; aproveitar o adubo residual e aumentar a produtividade.

Conforme orienta o Engenheiro Agrônomo, mestre em Agronomia e professor do curso de Agronomia da Uceff Chapecó, Marciano Balbinot, para implantar no sistema de produção agrícola a rotação de culturas, é necessário considerar na análise fatores específicos de ordem técnica e econômicos, pois envolve a divisão da propriedade em glebas e as culturas sendo cultivadas em diferentes proporções, ano após ano, de forma a rotacionar as espécies nas diferentes áreas, alterando quando possível a “família botânica” das plantas.

“É preciso organizar, no espaço e no tempo, as espécies que são parte fundamental do sistema, observando nestas: habilidade diferenciada no aproveitamento de nutrientes do solo; habilidade diferenciada de exploração do solo pelo sistema radicular; suscetibilidade, tolerância ou resistência a pragas e doenças; efeitos alelopáticos sobre cultivos posteriores ou comunidade de plantas; habilidade para reciclagem de nutrientes; uso de mão-de-obra, equipamentos e instalações durante todo o ano; capacidade diferenciada para produção fitomassa. Tudo deve ser programado para que as culturas sucessoras sejam beneficiadas pelas antecessoras e, inclusive, para que todo o ambiente seja melhorado”, explica Balbinot.

Por que implementar essa técnica?

A rotação de cultura é uma prática muito antiga e difundida no mundo inteiro e constitui um dos métodos mais eficazes na manutenção da fertilidade do solo. É fundamentada no fato de que uma cultura extraia do solo, para o seu desenvolvimento, maiores quantidades de determinados minerais que outras, e tendo diferentes sistemas radiculares, excreções, explorando profundidades variáveis do solo, comportamento e efeito diferenciado na fauna e flora do solo. Ocorre assim, trocas importantes entre as plantas que resultam em benefícios ao sistema solo e, consequentemente, melhorias à produção.

Exemplo de rotação de culturas:

  • Culturas de inverno: ervilhaca, aveia e nabo.
  • Culturas de verão: milho, soja e feijão.

            O resultado da implantação da rotação de culturas, a longo prazo, reflete no bolso do produtor, na qualidade e na produtividade da lavoura. O que acha de procurar um técnico para saber como colocar essa atividade em prática?